Digite sua busca

 

 

Bahia Destaque Entrevistas Notícias Notícias em destaque Pandemia Programas Rádio Sociedade

“O 13° será o combustível para as compras do fim de ano”, afirma consultor financeiro da Fecomércio-BA

Momento de aquecimento no comércio, o período das festas de final de ano deve representar uma melhora no setor em 2021, tendo em vista o processo de retorno gradativo entre os lojistas, com a queda no número de casos da Covid-19.

Velho costume presente entre os brasileiros, as compras de última hora estão sendo realizadas com uma frequência cada vez menor, segundo dados da Fecomércio. 

Consultor econômico da Federação do Comércio do Estado da Bahia (Fecomércio), Guilherme Dietze avaliou, em entrevista ao programa Sociedade Urgente, na manhã desta segunda-feira (25), os fatores que colaboram com essa situação.

“Cada vez mais as pessoas estão deixando de comprar naquela última hora, na véspera do natal, nos dias 22, 23, para antecipar, porque o 13° salário, recebido em novembro, vem sendo bastante utilizado para essa ação Atuando como uma espécie combustível, ele será crucial para a compra de pelo menos um lembrancinha para essas famílias”, avalia.

De acordo com a projeção da Confederação Nacional do Comércio (CNC), cerca de 94,2 mil vagas de empregos serão criadas na Bahia neste final de ano. Para o natal, a expectativa é que 3.049 vagas sejam oferecidas no estado.

Otimista com a oferta de empregos na Bahia, o especialista pontua fatores econômicos como a inflação e a maior taxa de empregabilidade, em relação ao ano passado, considerando os dados dentro da expectativa.

“É um número bem satisfatório para o cenário que a gente tem. Um cenário de inflação, com o aumento da gasolina, do gás, da energia elétrica, dos alimentos, então a restrição de compra consumo cresceu bastante”, ressalta.

Para Dietze, o cenário de vendas poderia ser até mais fraco que o atual, com base na situação de momento, no entanto, o processo de flexibilização com a progressão do processo de vacinação proporcionaram uma confiança no setor.

Fonte de renda importante para o trabalhador, a primeira parcela do 13° salário deve ser paga pelos empregadores até o dia 30 de novembro, segundo determina a legislação. 

Como calcular?

  1. Divida por 12 o valor do seu salário médio
  2. Multiplique o resultado pela quantidade de meses em que você trabalhou neste ano.
  3. Calcule 50% do valor para encontrar a quantia de cada parcela.

Foto: Fernando Frazão / Agência Brasil

Tags:

Leia também


Notice: Undefined index: bg_img_color in /home/rdsoncom/public_html/wp-content/plugins/convertplug/modules/info_bar/functions/functions.php on line 143