Digite sua busca

 

 

Bahia Brasil Cidades Notícias em destaque Salvador

“O presidente nunca deu nenhum apoio ao caminhoneiro”, diz líder da categoria

Os caminhoneiros e apoiadores do presidente Jair Bolsonaro ocuparam as vias de pelo menos 16 estados do país e as consequências de um possível desabastecimento de estabelecimentos comerciais provocadas pelos atos preocupa a população e empresários.

Os protestos começaram na última terça-feira (7), após os atos antidemocráticos do 7 de setembro, a favor do presidente Jair Bolsonaro.

No estado, os protestos ganharam força na região sul e oeste, onde um grupo tem orientado os motoristas a entrarem nas filas que já tomam as duas vias da rodovia.

Para o caminhoneiro Gildon Alves, a pauta que está sendo reivindicada pela grande maioria dos manifestantes é equivocada.

“Nós temos uma pauta bem declarada no nosso segmento. Existe um custo de frete e este custo não é abordado, existe o valor do pneu, os insumos do carro, tudo caro, voltado ao dólar, o dólar disparando e o frete no mesmo valor de três anos atrás. Acho que o governo deveria dar mais atenção aos caminhoneiros […] nós somos o pilar da economia, nós transportamos o PIB”, acrescentou.

Em entrevista à Rádio Sociedade na manhã desta quinta-feira (9), o presidente do SINDICAM-BA, Jorge Carlos, informou que o sindicato apoia o protesto, mas não concorda com os bloqueios.

“Qualquer caminhoneiro autônomo ou até celetista que quiser abraçar a causa, pode abraçar, não tem problema, o que não convém é bloquear a estrada, travar e trazer transtorno geral para todos aqueles que estão transitando de um local para outro”, destacou.

De acordo com Jorge, o grupo que está apoiando a causa acredita que vai ajudar de alguma forma o país, o que na sua opinião, não faz sentido.

“A manifestação é em apoio ao presidente da república […] o presidente nunca deu nenhum apoio ao caminhoneiro. E o caminhoneiro, por sua vez, mais de 80%, 90% abraçou a causa, ajudou na vitória do governo federal e portanto, parece que ele desprezou, não deu valor. Agora está vindo a público, através do seu ministro de transporte, o seu Tarcísio Freitas e também ele, fazendo áudio dizendo: Caminhoneiros, abram a estrada, isso atrapalha o Brasil, mas antes eles não viram as dificuldades que eles estavam tentando impor e provocar”, finalizou.

Foto: Divulgação


Notice: Undefined index: bg_img_color in /home/rdsoncom/public_html/wp-content/plugins/convertplug/modules/info_bar/functions/functions.php on line 143