Digite sua busca

 

 

Bahia Notícias Notícias em destaque Polícia Salvador

Mais um funcionário do Atakarejo é preso pela polícia

O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) cumpriu, na manhã desta quarta-feira (7), durante a terceira fase da Operação Retomada – que investiga as mortes de Bruno e Yan Barros, que foram mortos por traficantes após serem flagrados roubando carne no supermercado Atakarejo –, o mandado de prisão contra um fiscal de prevenção e perdas do estabelecimento.

De acordo com a Polícia Civil, ele havia sido afastado das atividades por 31 dias e retornou ao trabalho no mesmo supermercado, localizado em Amaralina. Segundo informou a presidente do inquérito, delegada Zaira Pimentel, o funcionário foi identificado após perícia das câmeras de segurança do Atakarejo, realizada pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT).

As equipes realizaram diligências nos bairros do Nordeste de Amaralina, Itinga e Ilha Amarela. Desde o início da operação, em abril, dez pessoas já foram presas por equipes do Departamento

O inquérito, que já foi remetido ao Ministério Público, indiciou 23 pessoas – dentre eles, suspeitos de envolvimento com o tráfico de drogas no Nordeste de Amaralina e funcionários do Atakarejo. Além das prisões, buscas foram realizadas na sede do supermercado, onde foram apreendidos livros de ocorrências administrativas, computadores e aparelhos celulares.

O procedimento policial foi concluído na terça-feira (6). No documento, os suspeitos foram indiciados por homicídio qualificado, omissão de socorro e ocultação de cadáver.

Foto: Haeckel Dias / Polícia Civil

Leia também:

Caso Atakarejo: Polícia conclui inquérito e envolvidos são indiciados por homicídio qualificado

Tags:

Leia também


Notice: Undefined index: bg_img_color in /home/rdsoncom/public_html/wp-content/plugins/convertplug/modules/info_bar/functions/functions.php on line 143