Digite sua busca

 

 

Brasil Economia Notícias Notícias em destaque Trânsito

Petrobras anuncia aumento do diesel e da gasolina a partir desta sexta (16)

A Petrobras anunciou nesta quinta-feira (15) que fará um reajuste no preço médio do litro de diesel e da gasolina vendidos às distribuidoras de combustível. Os preços médios nas refinarias serão de R$ 2,64 por litro para a gasolina (alta de 1,9%) e R$ 2,76 por litro para o diesel (alta de 3,8%). Com o novo aumento, o preço da gasolina passa a acumular alta de 43,47% desde o início do ano, enquanto o valor do diesel já subiu 36,63%.

Em nota, a Petrobras afirmou que “o alinhamento dos preços ao mercado internacional é fundamental para garantir que o mercado brasileiro siga sendo suprido sem riscos de desabastecimento pelos diferentes atores responsáveis pelo atendimento às diversas regiões brasileiras”.

A mudança nos preços acontece às vésperas da reunião do Conselho de Administração da companhia marcada para amanhã, que deve formalizar o general Silva e Luna como presidente da empresa.

Confira a nota da Petrobras na íntegra

“A partir desta sexta-feira (16/4), os preços médios da Petrobras nas refinarias serão de R$ 2,64 por litro para a gasolina e R$ 2,76 por litro para o diesel, após aplicação de reajustes de R$ 0,05 e de R$0,10 por litro, respectivamente. O alinhamento dos preços ao mercado internacional é fundamental para garantir que o mercado brasileiro siga sendo suprido sem riscos de desabastecimento pelos diferentes atores responsáveis pelo atendimento às diversas regiões brasileiras: distribuidores, importadores e outros refinadores, além da Petrobras. Este mesmo equilíbrio competitivo é responsável pelas reduções de preços quando a oferta cresce no mercado internacional, como ocorrido ao longo de 2020.

Os reajustes são realizados a qualquer tempo, sem periodicidade definida, de acordo com as condições de mercado e da análise do ambiente externo. Isso possibilita a companhia competir de maneira mais eficiente e flexível e evita o repasse imediato da volatilidade externa para os preços internos.

Por último, importante lembrar que os preços praticados pela Petrobras, e suas variações para mais ou para menos associadas ao mercado internacional e à taxa de câmbio, têm influência limitada sobre os preços percebidos pelos consumidores finais. O preço da gasolina e do diesel vendidos na bomba do posto revendedor é diferente do valor cobrado nas refinarias da Petrobras. Até chegar ao consumidor são acrescidos tributos federais e estaduais, custos para aquisição e mistura obrigatória de biocombustíveis, além das margens brutas das companhias distribuidoras e dos postos revendedores de combustíveis.”

Foto: Marcello Casal jr/Agência Brasil

Tags:

Leia também


Notice: Undefined index: bg_img_color in /home/rdsoncom/public_html/wp-content/plugins/convertplug/modules/info_bar/functions/functions.php on line 143