Digite sua busca

 

 

Bahia Notícias em destaque Salvador Serviço

Prefeitura entrega primeira etapa da requalificação da orla em Stella Maris

Um dos trechos de orla mais bonitos de Salvador começa a ficar mais moderno, acessível e já pode ser aproveitado pela população. Com obras realizadas pela Prefeitura, a 1ª etapa da requalificação da orla em Stella Maris foi entregue nesta segunda-feira (11), com as presenças do prefeito Bruno Reis, do titular da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult), Fábio Mota, demais gestores municipais e autoridades.

De acordo com o prefeito, este é o 29º trecho de orla já requalificado pela administração municipal desde 2013.

“Em Stella Maris ficou belíssima a obra e, sem sombra de dúvidas, melhorou muito a vida das pessoas que moram aqui, além de já estar atraindo milhares de visitantes e turistas. Toda essa estratégia de requalificação dos trechos de orla objetiva potencializar ainda mais um dos nossos principais ativos, que é o turismo de sol e praia”, salientou Bruno Reis.

Com investimento de aproximadamente R$15,2 milhões, esta etapa envolveu 1,2km de extensão, entre a Rua Carlos Otto e o início do loteamento Praias do Flamengo. Foram implantados novos paisagismo com sistema de irrigação automatizado, iluminação em LED, pavimentação de vias e passeios e rede de drenagem.

Além disso, o local também recebeu ciclovia, calçadão, pista compartilhada, quadra de futebol, quadra de vôlei de areia, espaços de convivência, alamedas de acesso, parque infantil, espaço para piquenique, pista de skate infantil e espaço de apoio aos surfistas, bem como pergolados, bancos, decks e rampas de acesso à praia.

O trecho incluiu ainda a construção de oito quiosques para comercialização de acarajé e água de coco, dando maior suporte aos visitantes e gerando ainda mais oportunidades de emprego. Esses espaços estão sob a responsabilidade da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop) e os termos foram entregues aos permissionários pelo prefeito Bruno Reis, na mesma cerimônia.

Preservação ambiental –

Sob a coordenação da Secult e com projeto elaborado pela Fundação Mário Leal Ferreira (FMLF) em 2015, a requalificação de Stella Maris, que também se estenderá pelas praias do Flamengo e Ipitanga, prevê a mínima interferência na morfologia natural da área. A intenção é garantir a acessibilidade às áreas públicas e às praias, além do respeito ao meio ambiente, a exemplo da manutenção do cordão de dunas e do coqueiral, assim como a recomposição e manutenção da cobertura de restinga.

Durante as obras, há grande cuidado com a fauna e flora existente. Uma equipe ambiental multidisciplinar (biólogos, veterinário, geógrafa, engenheiros ambientais) atuou de forma comprometida, não somente para atendimento da legislação e condicionantes ambientais, mas para garantir a conservação das espécies que vivem na orla de Stella Maris. Para isso, são utilizadas metodologias consagradas e boas prática, gerando externalidades como revitalização de ambiente anteriormente antropizados ou até degradados.

As novas luminárias estão de acordo com as acordo com as orientações do Centro Tamar/ICMBio para a conservação das tartarugas marinhas. Inclusive, a Fundação Projeto Tamar foi contratada para monitoramento de tartarugas e mapeamento da fotopoluição, para verificação da incidência de luz artificial nas praias, de postes antigos e de empreendimentos particulares, que desorientam fêmeas e filhotes na hora de ir para o mar.

“O trecho de Stella Maris é uma das áreas mais preservadas em termos ambientais, da orla de Salvador, com grande cobertura de vegetação em restinga o que induziu a um projeto mais orgânico e com pouca pavimentação. Por outro lado, havia um apelo dos moradores para se criar espaços de esporte e lazer preservando as suas características naturais. É um belo projeto de orla sustentável, agradável, bonito”, avaliou a presidente da FMLF, Tânia Scofield.

Demais itens – No geral, as obras de Stella Maris a Ipitanga envolvem urbanização, infraestrutura urbana, iluminação pública, equipamentos urbanos, requalificação ambiental e tratamento paisagístico ao longo da área de intervenção. Estão sendo construídos estacionamentos de veículos, quadras de futebol e vôlei de praia, área de skate infantil, espaços de convivência, espaço para yoga, parque infantil e área de apoio ao surfista.

A população também poderá aproveitar ciclovias, vias exclusivas de veículos, passeios para pedestres e trechos compartilhados. Todas as intervenções que serão realizadas ao longo das praias estão fora da linha impeditiva e em consonância com a legislação municipal, estadual e federal, com a anuência da Superintendência do Patrimônio da União (SPU).

Além disso, o projeto foi construído em conjunto com a comunidade, através de contatos com lideranças e oficinas de participação popular que validaram a proposta. O desenvolvimento da estratégia contou com acompanhamento de uma comissão de representantes eleita em uma das oficinas.

Turismo –

O secretário Fábio Mota destacou que o processo de recuperação dos trechos de orla de Salvador, iniciado em 2013, faz parte da estratégia da Prefeitura de melhorar, entre outros aspectos, o turismo de sol e mar.

“Por muito tempo tivemos dificuldades nos trechos de orla e agora estamos recuperando estas áreas que são as mais frequentadas por moradores da cidade e turistas. Esta requalificação melhora o destino turístico e a competitividade da cidade, atraindo, consequentemente, mais visitantes”, explicou.

O gestor reforçou também que tornar a região mais atrativa vai colaborar no desenvolvimento econômico da região.

“Essa requalificação é importantíssima. É uma obra que melhora a qualidade do destino Salvador e aumenta também a renda e a criação de empregos. A obra não é apenas física, ela impacta ambulantes, baianas, permissionários que vão atuar nos quiosques, considerando também a inclusão social”, complementou Mota.

Confira mais fotos:

Fotos: Betto Jr./Secom

Tags:

Leia também