Digite sua busca

 

 

Bahia Notícias Notícias em destaque Salvador

Prefeitura inicia 4ª etapa de requalificação do entorno do Farol de Itapuã

Dentro da programação do aniversário de 473 anos de Salvador, mais uma iniciativa da Prefeitura dá prosseguimento à estratégia de impulsionar o turismo de sol e mar na capital baiana. Um dos principais cartões-postais da cidade, o Farol de Itapuã terá mais uma etapa de requalificação do entorno, com ordem de serviço para início das obras assinada pelo prefeito Bruno Reis, na manhã desta quinta-feira (24).

A solenidade foi realizada na Rua da Música, s/n, no bairro, e contou com as presenças da vice-prefeita e secretária de Governo (Segov), Ana Paula Matos, e da presidente da Fundação Mário Leal Ferreira (FMLF), Tânia Scofield, dentre outros gestores.

O projeto de requalificação da área foi desenvolvido pela FMLF, e as obras são executadas pela Secretaria Municipal de Infraesutrura e Obras Públicas (Seinfra), por meio da Superintendência de Obras Públicas (Sucop). O trecho que passará por intervenções possui 400 metros de extensão e a área é bastante utilizada para a prática de esportes náuticos e demais atividades esportivas. A conclusão deste trecho custará R$1,5 milhão aos cofres públicos, e o prazo de conclusão é de cinco meses.

“Esse projeto foi amplamente debatido com a comunidade, ouvindo e acatando sugestões, para fazer uma obra que preserva a beleza natural do local. É importante trazer infraestrutura para o soteropolitano e também para o visitante que quer conhecer nossas belezas naturais, nossa cultura e culinária. Tenho certeza de que essa obra ficará tão bela quanto as três primeiras etapas, de forma a consolidar o destino turístico Itapuã”, declarou o prefeito.

A Prefeitura já investiu R$8 milhões na requalificação do entorno do Farol de Itapuã, somando os montantes aplicados nas etapas anteriores. Esta etapa de obras prevê a continuidade do calçadão, serviços de drenagem, tratamento dos acessos das vias internas, criação de áreas de convivência e do centro de apoio turístico.

Além disso, haverá a instalação de iluminação em LED, sanitários públicos e paisagismo. Com estas obras, a Prefeitura pretende organizar a ocupação irregular na faixa de areia e resgatar um trecho de orla bastante atrativo para moradores, turistas e esportistas.

“A particularidade desta etapa é que há pouco a ser urbanizado, pois ainda conserva uma grande vegetação de restinga, areia de praia e construções bem próximas à praia. Então optamos por criar um grande calçadão, com a anuência de comerciantes e moradores da área, criando as condições para que todos vivenciem este espaço da melhor maneira possível”, assegurou Tânia Scofield.

Expectativa – Proprietária do Pedra que Ronca Canoa Club, Priscila Malafaia destaca a importância da requalificação da orla para comerciantes e visitantes. “A revitalização deste trecho vai fortalecer a prática dos esportes náuticos e de areia, cujos praticantes já têm este local como referência. Aqui se pratica windsurf, stand up, natação, voleibol, futevôlei e futebol de areia, bastante visitado por quem pratica e ama o esporte e o meio ambiente, então a requalificação só vem a agregar a quem proporciona uma estrutura mínima para quem frequenta este espaço”.

Referência no esporte náutico de Itapuã, o comerciante Valdemir Oliveira também conhecido como Reizinho do Windsurf, proprietário da Rei Náutica, é um dos desbravadores da região na prática e manutenção das atividades esportivas de competição. “A reforma facilita a vida dos ambientes, comerciantes e todos os trabalhadores da região, que já estava precisando bastante de uma ação como esta”.

Outras etapas – Em 2018, a Prefeitura já havia entregue a primeira etapa da requalificação do entorno do Farol de Itapuã, com investimento de aproximadamente R$ 3,5 milhões. As melhorias abrangeram uma área de 21,5 mil m², no trecho entre as casas da Marinha e a curva da residência que pertenceu ao poeta Vinicius de Moraes.

Na segunda etapa, concluída em 2019, as ações foram promovidas numa extensão de 800 metros entre a Vila Naval e a Rua da Canção, passando pelas ruas Olindina e Nova Canaã. Foram recuperados diversos espaços que estavam degradados, com a implantação de ciclovia, nova pavimentação e mobiliários urbanos. O investimento nesta etapa foi de R$2,5 milhões.

Já a terceira etapa foi entregue em janeiro deste ano com investimento de R$2 milhões. Dentre as melhorias realizadas nesta fase estão a criação de uma calçada compartilhada entre as ruas da Canção, Literatura e Música. Houve, ainda, requalificação da Colônia de Pescadores e a manutenção da fábrica de gelo em apoio a estes trabalhadores, além de construídas duas pequenas praças compostas por mobiliários urbanos, como bancos e lixeiras, sendo mantido o espaço para guardar caiaques.

Demais localidades – Até o momento, a Prefeitura já entregou 27 km de orla requalificados – dentre os trechos beneficiados estão Barra, Ribeira, São Tomé de Paripe, Tubarão, Plataforma, Amaralina, Pituba, Jardim de Alah, Ondina e Piatã. Outros três quilômetros estão em obras, compreendendo Stella Maris, Praia do Flamengo e Ipitanga. Outras localidades também estão com projetos em fase de estudo.

Foto Manu Dias/SECOM

Tags:

Leia também