Digite sua busca

 

 

Bahia Cultura Diversos Notícias Notícias em destaque Salvador

Prefeitura lança ações de estímulo ao afroempreendedorismo

A Prefeitura lançou, nesta quarta-feira (21), às 9h, no Teatro Gregório de Mattos (TGM), no Centro, os projetos AfroBiz Salvador e AfroEstima Salvador, primeiras ações entre as várias que estão previstas no plano de fomento ao Turismo Étnico-Afro da cidade.

O Afrobiz é uma plataforma on-line e interativa para divulgação de produtos e serviços de afroempreendedores do turismo da cidade, além de abranger a realização de rodadas de negócios que visam conectar todo o conteúdo cadastrado a compradores nacionais e internacionais. O objetivo da ferramenta é aumentar a visibilidade dos negócios afro da cidade, facilitando vínculo tanto aos consumidores quanto com possíveis fornecedores e investidores, dando mais oportunidades de vendas para os envolvidos.

Já o projeto Afroestima Salvador é uma iniciativa educacional gratuita que será desenvolvida de forma híbrida (on-line e presencial), através da realização de capacitações e de mentoria, com conteúdo digital e físico. Os cursos envolvem áreas de Marketing Digital, Gestão de Negócios e Liderança com foco na juventude negra, passando por módulos chamados de sociais, como “História, cultura afro-brasileira e da diáspora” e “Desenvolvimento Pessoal e Social”, dentre outros.

A expectativa da gestão é que ao menos 2,5 mil pessoas se cadastrem na plataforma. O prefeito Bruno Reis (DEM), inclusive, destacou que a gestão municipal continuará investindo em medidas que fortaleçam o turismo na capital baiana.

“Salvador, além de suas belezas naturais, do seu rico patrimônio histórico, da força sincretismo religioso, da culinária e de seu povo, tem um plano para valorizar toda cultura e tradição dos nossos irmãos afrodescendentes (…) Nossos diferenciais estão marcados nos quatro cantos da cidade. Vimos a influência afro na música, na culinária, na arte, no nosso patrimônio histórico e no nosso povo. Essa estratégia também é uma das ações da Prefeitura para retomada econômica e do tempo perdido em função da pandemia”, afirmou o prefeito.

O secretário de Cultura e Turismo (Secult), Fábio Mota, também ressaltou que as demais ações do plano de Turismo Étnico-Afro serão lançadas em 60 dias. “Salvador tem 82% da população negra e é a cidade mais afro do Brasil. O turismo criativo será valorizado com essas ações. A ideia é profissionalizar e qualificar o povo afrodescendente para que a cidade entre no nicho do turismo étnico”, afirmou.

Para se inscrever nos projetos, é necessário que o interessado entre nos sites do AfroBiz e AfroEstima, onde os inscritos serão mapeados e cadastrados de acordo com o segmento de atuação.

São aptos a participar afroempreendedores residentes de Salvador que trabalham como baianas, designers, turbanteiras, capoeiristas, trançadeiras, artistas e artesãos, griôs, em blocos afro e afoxés, terreiros, feirantes e ambulantes, produtores culturais, guias de turismo e em meios de hospedagem e agências, dentre todos os outros que fortalecem o Turismo Étnico-Afro da capital.  

O AfroEstima contemplará regiões do Centro Antigo, Rio Vermelho, Itapuã/Orla Norte e ilhas de Maré, Bom Jesus dos Passos e Frades como locais de atuação das capacitações.

Foto: Betto Jr/Secom

Tags:

Notice: Undefined index: bg_img_color in /home/rdsoncom/public_html/wp-content/plugins/convertplug/modules/info_bar/functions/functions.php on line 143