Digite sua busca

 

 

Notícias Notícias em destaque Salvador

Prefeitura monta operação emergencial de transporte durante paralisação de rodoviários

Para garantir o atendimento aos usuários do transporte durante a paralisação dos rodoviários, que acontece das 4h às 8h da manhã desta terça-feira (22), das empresas Plataforma e OTTRANS, a Secretaria de Mobilidade (Semob) preparou um plano de contingência que contará com ônibus do Sistema Complementar (STEC) e veículos da frota operada pela Prefeitura.

Durante a operação, as linhas irão direcionar os usuários para as estações de transbordo, funcionando como alimentadoras do metrô. “Colocamos como prioridade nesta operação facilitar a integração para os usuários, dando preferência às linhas que levam às estações de transbordo, para que de lá os usuários utilizem o metrô para fazerem deslocamentos mais longos” afirmou o secretário de mobilidade, Fabrizzio Müller.

Para a operação da Prefeitura, algumas linhas foram suspensas para reforçar a frota de outras que integram com o metrô. O usuário que tiver como destino a Barra, deverá seguir para a Estação da Lapa e, de lá, utilizar uma das três linhas com destino ao bairro. Já aqueles que tiverem a Pituba como destino, deverão seguir para o terminal Acesso Norte e utilizar uma das linhas que foram criadas para a operação desta terça.

Na Estação da Lapa, a operação está atendendo as linhas com destino à Barra, Rio Vermelho e Boca do Rio. Já na Estação Pirajá, os ônibus estão atuando nas linhas para a Baixa dos Sapateiros/Barroquinha, Boca da Mata/Fazenda Grande 1 e 2, Cajazeiras 11/Hospital Municipal/Boca da Mata e Base Naval via Estrada do Derba. No Terminal Acesso Norte foram criadas duas linhas para o bairro da Pituba, uma via Caminho das Árvores e outra via Av. ACM. Também foram operadas linhas para o bairro de Tancredo Neves, Pernambués, Barroquinha, São Joaquim, Comércio e Ribeira. Já na Av. Suburbana, foi criada a linha Paripe x Rodoviária via Av. San Martin.

Já os amarelinhos estão operar as linhas HGE, Cosme de Farias, Daniel Lisboa e Ribeira na Estação da Lapa. Na Estação Pirajá serão 16 linhas operadas pelo STEC para bairros como Marechal Rondon, Boa Vista de São Caetano, Mata Escura, Valéria, São João do Cabrito, Alto do Cabrito, Santo Inácio, Mata Escura, Imbuí, Plataforma, Don Avelar, Jardim Cajazeiras, Calabetão, Alto de Coutos, Vista Alegre, Hospital do Subúrbio e Boa Vista do Lobato. Já no Terminal Acesso Norte o STEC está operando as linhas Alto do Peru, Capelinha, Pau Miúdo/Cidade Nova e Largo do Tamarineiro/Santa Mônica.

Foram criadas quatro linhas operadas pelos amarelinhos para atender as regiões de Nova Brasilia, Estação Tamburugy, Jardim Nova Esperança, Trobogy, Canabrava, Sete de Abril, Pituaçu e Castelo Branco via regional. Também estão sendo operadas pelos amarelinhos duas linhas provenientes da Ribeira com destino à Rodoviária, sendo uma via Av. Bonocô e outra via Av. San Martin.

“Buscamos minimizar ao máximo os impactos para a população otimizando o deslocamento através da integração como metrô. De toda forma esperamos que a situação seja resolvida o mais rápido possível para evitar que os usuários do sistema não sejam ainda mais penalizados”, frisou Muller.

Paralisação

A paralisação foi decidida pela categoria, após os funcionários serem informados que o pagamento do adiantamento de 40% do salário, que faz parte do acordo coletivo da categoria, só será pago junto com o restante do vencimento do mês, até o 5º dia útil de julho. Pelo acordo, esse adiantamento tem que ser pago até o dia 20 de cada mês. Com a paralisação, cerca de 1,6 mil ônibus deixam de circular pela cidade.

Foto: Jefferson Peixoto / Secom

Tags:

Notice: Undefined index: bg_img_color in /home/rdsoncom/public_html/wp-content/plugins/convertplug/modules/info_bar/functions/functions.php on line 143