Digite sua busca

 

 

Entrevistas Política

Presidente da Câmara Municipal de Camaçari fala sobre criação da Fundação Dilson Magalhães da Rede Legislativa de Comunicação

A Câmara Municipal de Camaçari aprovou, na última terça-feira (16), o projeto de lei nº 076/2021, que institui a Fundação Dilson Magalhães da Rede Legislativa de Comunicação.

O projeto segue a linha da modernização adotada pela atual gestão e irá explorar os serviços de radiodifusão sonora, sons e imagens, com fins exclusivamente informativos, educativos e culturais. Também fará parte do seu escopo recolher, organizar e preservar o acervo documental e disponibilizar suporte pedagógico e de natureza técnico-científica.

Em entrevista a Rádio Sociedade nesta segunda-feira (22), o presidente da Câmara Municipal de Camaçari, Junior Borges, deu detalhes dessa iniciativa.

“A gente sabe que nas câmaras, na assembleia ou no senado federal há sempre a tentativa de uma ingerência por parte da gestão da casa com relação a comunicação, e a gente entende que a comunicação tem que ser independente […] a partir de agora a gente começa as tratativas de migrar o que temos hoje da Câmara Municipal da gestão direta para a fundação que na verdade é uma autarquia pública municipal.”

O parlamentar defendeu, de forma contundente, a liberdade de imprensa.

“A imprensa tem que ter liberdade, seja para criticar ou seja para elogiar, e os gestores precisam estar preparadas para isso […] toda zona de conforto é perigosa e as vezes é importante que a pessoa seja ‘cutucada’ para que ela perceba que tem alguma coisa errada. A comunicação é mais do que importante para que a democracia se sustente.”

Ainda segundo Junior, o papel da fundação é elaborar, implantar e gerir a nova rede de comunicação da casa legislativa, migrando a TV e a Rádio Câmara. Também serão criados memoriais da Câmara e do Município de Camaçari.

“Segundo alguns estudiosos, Camaçari tem quase 200 anos, e a nossa história foi esquecida. Camaçari participou das incursões para a independência do Brasil e nós não temos isso registrado na história.[…] Essa fundação tem um papel, mais do que nunca, de resgatar a nossa história e gerir uma nova forma de fazer comunicação na cidade.”

A Fundação leva o nome do ex-vereador Dilson Magalhães, que teve uma grande contribuição social para a cidade e era muito querido pela população.

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Tags:

Leia também


Notice: Undefined index: bg_img_color in /home/rdsoncom/public_html/wp-content/plugins/convertplug/modules/info_bar/functions/functions.php on line 143