Digite sua busca

 

 

Bahia Entrevistas Notícias Programas Rádio Sociedade SAÚDE

Presidente do Conselho Regional de Farmácia na Bahia avalia crescimento do setor no estado

Local procurado pela população para combater sintomas iniciais de qualquer doença, as farmácias reafirmaram sua importância durante a pandemia de Covid-19.

Permanecendo aberto mesmo durante as restrições recomendadas pelos órgãos de saúde, devido ao seu papel fundamental, estes estabelecimentos seguem em evidência, mesmo após a queda nas taxas de contaminação.

Em entrevista ao Sociedade Urgente, da Rádio Sociedade, na manhã desta segunda-feira (22), o presidente do Conselho Regional de Farmácia (CRF), Mário Martinelli Júnior avaliou o crescimento do setor no estado.

“É uma das profissões da área de saúde que mais crescem. A empregabilidade está muito alta, por conta das atividades ofertadas. São 44 cursos de farmácia no estado, a maioria em instituições privadas. Se eles oferecem esse curso, é porque tem quem faça, e se as pessoas estão procurando, é porque tem emprego”, pontua.

Para o gestor, entre os problemas enfrentados pelo segmento na Bahia, estão a ausência de concursos públicos, além da precarização dos salários, com o crescimento da terceirização e o desrespeito ao salário recomendado no piso para 44 horas.

Atualmente, o Conselho Federal de Farmácia (CFF), regulamenta 135 atividades, que podem ser exercidas por profissionais da área. Assim como na medicina, a Farmácia, além das áreas de atuação e as especializações. 

Entre as novas especializações, Martinelli ressalta como novidade a estética e ozonioterapia, regulamentadas pelo CFF, juntamente com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária Anvisa.

Analisando a profissionalização do setor no estado, o presidente do CRF revela que devido a grande demanda, muitas farmácias atuavam à margem da lei, sem a presença de profissionais devidamente qualificados para a função.

“Nós temos 6.300 farmácias na Bahia, hoje. De acordo com a Lei 13.021/2014 aprovada no Congresso Nacional, que torna obrigatória a presença do profissional durante todo horário de funcionamento do estabelecimento”, explica.

Foto: Jefferson Rudy / Agência Senado

Tags:

Leia também


Notice: Undefined index: bg_img_color in /home/rdsoncom/public_html/wp-content/plugins/convertplug/modules/info_bar/functions/functions.php on line 143