Digite sua busca

 

 

Brasil Mundo Mundo Notícias Notícias em destaque Pandemia SAÚDE

Previsto para chegar ao Brasil, doses da Sputnik não serão mais enviadas ao país

O lote de 1,1 milhão de doses da vacina Sputnik V, contra a Covid-19, prevista para chegar ao Brasil nesta quarta-feira (28), não será mais enviada ao território brasileiro. Agora, o envio dos imunizantes está sem prazo definido para ocorrer. Governadores da região e o Ministério da Saúde russo marcaram uma reunião para esta quarta, para tentar resolver o impasse.

Os imunizantes embarcariam no país através da importação excepcional e temporária, que permitiria a aplicação da vacina em 1% da população dos estados solicitantes, com uma série de restrições.

O cancelamento do envio do lote que inauguraria o uso da vacina no Brasil foi uma decisão do Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF), responsável por negociar a venda do antígeno com o Brasil. A ruptura se deu após o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, dizer que o Brasil “não tinha necessidade” dos imunizantes Sputnik V e Covaxin.

Na semana passada, os russos haviam pedido um prazo de 48 horas para reavaliar como ficaria o envio de doses diante da fala do ministro da Saúde. Na ocasião, o governador do Piauí, e presidente do Consórcio Nordeste, Wellington Dias (PT) chegou a referir-se aos esforços para comprar a vacina como uma “corrida de obstáculos”.

Após a análise do RDIF, ficou definida que a entrega das doses iniciais não ocorreria conforme o previsto anteriormente.

Foto: Sputnik V/Divulgação

Tags:

Leia também


Notice: Undefined index: bg_img_color in /home/rdsoncom/public_html/wp-content/plugins/convertplug/modules/info_bar/functions/functions.php on line 143