Digite sua busca

 

 

Brasil Notícias Notícias em destaque Pandemia SAÚDE

“Quando o último brasileiro tomar a vacina, eu tomo”, diz Bolsonaro

Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira (28), na saída do Palácio da Alvorada, que só tomará a vacina contra a Covid-19 depois que o “último brasileiro” receber o imunizante. Além disso, Bolsonaro fez críticas à instalação da CPI da Covid no Senado e voltou a defender o uso da cloroquina.

“A CPI vai investigar o quê? Eu dei dinheiro para os caras. No total foram mais de R$ 700 bilhões. Auxílio emergencial no meio, muitos desviaram dinheiro, roubaram. Agora tem uma CPI para querer investigar conduta minha. Ah, se ele foi favorável a cloroquina ou não. Se eu tiver um novo vírus aí, eu vou tomar de novo. Me safei em menos de 24h, assim como milhões de pessoas. Quando o último brasileiro tomar vacina, eu tomo”, destacou o presidente.

Bolsonaro justificou o motivo de não tomar a vacina ainda alegando que, por ele ser o presidente da República, tem que “dar o exemplo”.

“Tem gente apavorada. Então, toma a vacina na minha frente. Eu sou chefe de Estado e tenho que dar exemplo. O meu exemplo é esse. É deixar, já que não tem vacina para todo mundo ainda, o mundo inteiro não tem vacina ainda, tome na minha frente. Sempre foi assim. Sou o último a comer no quartel”, completou.

Foto: Carolina Antunes/PR

Tags:

Leia também


Notice: Undefined index: bg_img_color in /home/rdsoncom/public_html/wp-content/plugins/convertplug/modules/info_bar/functions/functions.php on line 143