Digite sua busca

 

 

Notícias Notícias em destaque Política

Raissa Soares descarta especulação sobre comando do futuro partido de Bolsonaro na Bahia

A Secretária de Saúde de Porto Seguro, Raissa Soares, negou que tenha recebido convite para assumir a liderança do Patriotas, partido que, nos próximos meses, deve contar com a filiação do presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido). A declaração foi feita na manhã desta quarta-feira (3), no programa Conexão Sociedade da Rádio Sociedade da Bahia.

Durante a semana alguns sites noticiaram que Raisa – que conta com o prestígio do presidente da República – estaria assumindo, ao lado do vereador de Salvador, Alexandre Aleluia (DEM), a liderança do novo partido de Bolsonaro na Bahia. A Secretária de Saúde de Porto Seguro se mostrou surpresa, e afirmou que além de não ter sido comunicada sobre assunto, não tem aproximação com o Aleluia.

“Eu não tenho nem o telefone do Aleluia. O único contato que eu tive com o Alexandre Aleluia foi numa live que ele também era convidado. Não tenho nenhuma relação, para de repente já me intitularem vice-presidente do Patriotas”, disse a Secretária.

“Chegou para mim que ele seria presidente do Patriotas e eu seria vice. Eu perguntei assim: ‘eu não sou política, eu sou técnica, eu estou aqui como Secretária de Saúde. É comum no meio político as pessoas te colocarem como vice de um partido sem te ligar?”, completou.

A entrevistada falou também sobre os rumores que giram em torno da corrida eleitoral para o Palácio de Ondina em 2022. Raissa negou que seu grupo político estaria articulando a sua candidatura ao Governo da Bahia.

“Malmente sentei na cadeira de secretária de saúde […]. Não tem nenhuma articulação feita pelo presidente [da República]. Não tem nenhuma articulação feita por partidos, e eu entendo que antes você precisa se filiar a um partido e se engajar com o meio político para lançar candidatura”, pontuou.

Raísa Soares completou:

“Se meu nome é cotado… se a Nação precisar de Raissa Soares, Raissa Soares está aqui [sic]. Eu estou concentrada hoje na Secretaria de Saúde, porque eu preciso fazer a saúde de Porto Seguro avançar, evoluir e agregar valor”.

A médica Raissa Soares ficou conhecida nacionalmente no ano passado, ao defender o tratamento precoce de pacientes com Covid-19 em Porto Seguro, ministrando hidroxicloroquina em conjunto com azitromicina, ivermectina, zinco e vitaminas. A projeção nacional lhe rendeu aproximação com o presidente Jair Bolsonaro, e com o prefeito eleito de Porto Seguro, Jânio Natal.

Assista à entrevista completa


Foto: Reprodução


Notice: Undefined index: bg_img_color in /home/rdsoncom/public_html/wp-content/plugins/convertplug/modules/info_bar/functions/functions.php on line 143