Digite sua busca

 

 

Brasil Eleições Notícias em destaque

“Retornar ao voto impresso é um retrocesso, é como comprar um videocassete”, declara presidente do TSE

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, rebateu a declaração de Jair Bolsonaro, presidente da república, que realiza um estudo sob a possível implementação do voto impresso. De acordo com Barroso, o retorno ao voto impresso “seria um retrocesso”.

“Retornar ao voto impresso é um retrocesso, é como comprar um videocassete. Meu único incômodo com as urnas é o custo delas. Temos 500 mil, custa 700 milhões de reais, a cada eleição temos que trocar 100 mil delas”, disse o presidente do TSE.

Durante uma transmissão nas redes sociais, Jair Bolsonaro defendeu a utilização do voto impresso. De acordo com o presidente, com o voto impresso é possível realizar a recontagem dos votos.

“O estudo está bastante avançado. Queremos, no ano que vem, mergulhar na Câmara e no Senado para que a gente possa realmente ter um sistema eleitoral confiável em 22”, disse Bolsonaro.

Durante as eleições dos Estados Unidos, as urnas eletrônicas utilizadas no Brasil têm ganhado uma série de elogios dos internautas devido à velocidade para a apuração. No país norte-americano, a data final para registrar os votos foi no dia 3 e até a manhã deste sábado (7), o mundo não conhece o vencedor do pleito.

Foto: Reprodução

    
 WhatsApp
 Baixe o aplicativo Sociedade Play
X