Digite sua busca

 

 

Bahia Educação Notícias Notícias em destaque Política Salvador

Rui se revolta com exigências da APLB para volta às aulas: “Nenhuma categoria teve essa condição”

O governador Rui Costa (PT) mostrou indignação com as exigências da APLB – Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia, que pede para que as aulas só retornem após a vacinação completa, ou seja, com as duas doses, de todos os funcionários da Educação. Revoltado, o petista afirmou que “nenhuma outra categoria teve essa condição” e argumentou que 100% dos professores já foram vacinados com, pelo menos, a primeira dose. A declaração foi dada em coletiva realizada nesta sexta-feira (23).

“Nenhuma outra categoria teve essa condição, 100% dos professores tomaram vacina, mais de 80% já tomaram segunda dose e o ‘cabra’ está dizendo ainda que quer escolher o mês que vai trabalhar? Eu não consigo entender isso, gente, me desculpem, mas não consigo entender isso”, disse o governador se referindo ao presidente da APLB, Rui Oliveira, que em discussão com a Prefeitura de Salvador na quinta-feira (22), solicitou que as aulas só retornem em agosto, após todos os profissionais da educação estarem imunizados com a segunda dose.

“Quem está sendo mais prejudicado na pandemia não são os filhos da classe média, eu sou da classe media, o filho dos políticos aqui são classe média, nossos filhos têm internet de alta velocidade para assistir aula, tem computador, celular bom, smartphone, quem está sofrendo mais, e muitos pensando em abandonar a escola e sendo levados poro mundo do crime, são os filhos dos mais pobres”, argumentou Rui Costa, completando que “não se trata de uma decisão do governador, se trata de uma decisão humanitária”.

As aulas presenciais do Ensino Médio da rede estadual retornarão na segunda-feira (26), em Salvador. O mesmo ocorrerá para estudantes do ensino fundamental, no dia 9 de agosto. As atividades serão em formato híbrido, com as turmas divididas pela metade, para seguir o protocolo de manter 50% da capacidade das salas de aula.

Com a nova exigência da APLB, é possível que as aulas da rede municipal de ensino só retornem no dia 9 ou 16 de agosto. A proposta será levada para avaliação do conjunto de trabalhadores da Educação que atuam nas escolas.

Foto: Paula Froes/GovBa

Tags:

Leia também


Notice: Undefined index: bg_img_color in /home/rdsoncom/public_html/wp-content/plugins/convertplug/modules/info_bar/functions/functions.php on line 143