Digite sua busca

 

 

Bahia Meio Ambiente Notícias Salvador

Sedur e Limpurb combatem descarte irregular em aterro clandestino no Cassange

Nesta sexta-feira (15) foi realizada uma operação conjunta entre a Secretária Municipal de Desenvolvimento Urbano (Sedur) e a Empresa de Limpeza Urbana de Salvador (Limpurb), o qual foram apreendidas cinco caçambas em um aterro clandestino de entulho, localizada no bairro do Cassange. Os responsáveis não foram encontrados no local.

Durante a ação, os fiscais do Sedur identificaram a degradação da área. Além da supressão de vegetação, houve também o aterro de um rio.

“Isso é um verdadeiro crime ambiental que pode gerar multa que varia entre R$ 5 mil e R$ 5 milhões. Vamos manter a fiscalização para identificar e punir os responsáveis” afirmou Alexandre Tinôco, diretor de fiscalização da Sedur.

Para o presidente da Limpurb, Omar Gordilho “a utilização do terreno para o aterro clandestino só traz prejuízos aos moradores. Além do acúmulo desnecessário de resíduos, ainda potencializa a chegada de vetores de doença e o mal cheio”.

Para que um aterro entre em atividade é necessário que haja o licenciamento ambiental expedido pela Sedur. A autorização só é concedida de acordo com a legislação vigente, depois de uma análise técnica que definirá se o local permite esse tipo de atividade e se não causará dano ao meio ambiente. Em Salvador, o rejeito é encaminhado para o Aterro Metropolitano Centro.

Imagem: Sedur

Tags: