Digite sua busca

 

 

Bahia Cidades Educação Notícias Notícias em destaque

Sindicato denuncia perseguição da gestão municipal a professora em Juazeiro

Uma professora da Rede Municipal de Educação de Juazeiro, no norte da Bahia, está acusando a Prefeitura Municipal de assédio moral, calúnia, difamação e opressão. O motivo é a participação dela em uma manifestação realizada por professores em frente ao paço municipal.

A categoria cobrava posicionamento mais efetivo quanto ao auxílio tecnológico, pelo rateio do FUNDEB e outras pautas, o que não teria agradado a gestão municipal. Ao retornar para a escola onde trabalha, a mulher foi encaminhada ao RH da Prefeitura para ser transferida de escola. O motivo alegado foi justamente a participação na manifestação.

Para o sindicato da categoria, a transferência foi um ato de perseguição. A APLB cobra da gestão da prefeita Suzana Ramos explicações que esclareçam quais os reais motivos que fizeram com que a servidora recebesse tal punição.

A prefeitura foi procurada para se posicionar, mas preferiu não falar sobre o caso. Ainda de acordo com a APLB de Juazeiro, uma reunião será realizada com a secretária Normeide Almeida na próxima terça-feira (21) para firmar um diálogo sobre direitos dos servidores da educação.

Com informações de Dalmir Campos, correspondente da Rádio Sociedade em Juazeiro.

Foto: Valter Pontes / Secom PMS

Tags:

Leia também