Digite sua busca

 

 

Brasil Justiça Política

STF: Inquérito sobre suposto caixa 2 do senador José Serra é devolvido à Justiça Eleitoral de SP no dia em que caso prescreve

O inquérito que investiga suposto caixa dois (recursos de campanha não contabilizados) pelo Senador do PSDB, José Serra, foi devolvido nesta quarta-feira (04) para a Justiça Eleitoral de São Paulo pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes. O caso que tramita em sigilo pelo STF foi enviado de volta à Justiça Eleitoral no mesmo dia em que prescreveu, que é o prazo máximo para que que haja uma punição para a irregularidade cometida.

Em setembro, Gilmar determinou que a investigação do suposto caixa 2 fosse remetida ao STF, argumentando que o foro privilegiado do Senador junto ao supremo, já que para o ministro, os fatos ultrapassam a campanha de Serra ao Senado em 2014, e atinge o mandato do Senado. Em parecer, a Procuradoria-Geral da República defende a continuidade da investigação na Justiça Eleitoral de São Paulo.

No mês de julho, Serra foi alvo de uma operação da Justiça Federal de São Paulo, que contou com a participação do Ministério Público Eleitoral, afim de apurar R$ 5 milhões em suposto caixa dois na campanha para o senado em 2014.

De acordo com a defesa do investigado, “o Supremo e o próprio Ministério Público Federal reconheceram a nulidade da absurda busca e apreensão ordenada pela Justiça Eleitoral nos endereços de José Serra, com a determinação de desentranhamento de tudo aquilo que foi originado a partir das medidas invasivas e ilegais determinadas contra o senador”.

Foto: Divulgação.

    
 WhatsApp
 Baixe o aplicativo Sociedade Play
X