Digite sua busca

 

 

Bahia Notícias Notícias em destaque Política

STJ nega recurso e mantém condenações de ex-presidente do TJ-BA

Após decisão da Corte do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que acatou por unanimidade o voto do relator da Operação Faroeste, ministro Og Fernandes, o ex-presidente do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), Gesivaldo Britto, teve as condenações contra ele mantidas.

A defesa do desembargador tentou reverter decisões contra ele, incluindo a manutenção da ordem de afastamento das funções, que foi determinada no fim de 2019. O magistrado também continua proibido de ter acesso às dependências do TJ-BA e de manter contato com demais investigados ou servidores da Justiça. Gesivaldo é acusado de envolvimento em esquema de grilagem de terras e venda de sentenças judiciais.

Além disso, outras três ações aguardam decisão do relator da Faroeste no STJ, que envolvem o ex-secretário de Segurança Pública Maurício Barbosa, e as desembargadores afastadas Maria do Socorro Barreto Santiago, Lígia Ramos Cunha e respectivos filhos.

Foto: Nei Pinto / TJ-BA

Tags:

Leia também


Notice: Undefined index: bg_img_color in /home/rdsoncom/public_html/wp-content/plugins/convertplug/modules/info_bar/functions/functions.php on line 143