Digite sua busca

 

 

Entrevistas Meio Ambiente

Superintendente de Proteção e Defesa Civil da Bahia fala a respeito das fortes chuvas no estado

De acordo com os dados repassados pelos municípios e totalizados pela Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia (Sudec), o estado tem 16.001 desabrigados pelas chuvas, 19.580 desalojados, dois desaparecidos, 286 feridos e 18 mortos. A divulgação dos números ocorreu durante reunião de monitoramento e alinhamento, realizada na base de apoio às vítimas das chuvas, montada em Ilhéus, na região Sul, no fim da tarde deste domingo (26).

Em entrevista a Rádio Sociedade nesta segunda-feira (27), o Coronel Carlos Miguel de Almeida Filho, Diretor Superintendente da Sudec, trouxe mais informaões a respeito da situação causada pela chuva no estado.

“Nunca a Bahia viu um desastre de chuva nessa proporção, e nós estamos aqui com o objetivo de apresentar melhores respostas porque a cada momento nós recebemos um chamado novo. […] A chuva as vezes aumenta o nível do rio e atinge a população ribeirinha, temos algumas barragens particulares que acabam cedendo e isso nos traz mais ocorrências.”

A respeito das barragens, o Coronel esclarece que existem construções públicas e privadas, as quais não é possível ter total controle.

“Foram as barragens privadas que não suportaram. Nas públicas nós procuramos fazer o planejamento para que a gente possa alertar a população. Existem níveis de alerta e quando chega no último nivel a gente tem que informar a população para que possam sair e evitar um mal maior.”

Diante do risco iminente de novas tempestades, o Superintendente faz um apelo para que a população atenda aos alertas feitos pelas equipes da força-tarefa montada tratar desse período.

“Ainda existe probabilidade grande de muita chuva e a gente recomenda a essa população que está em área de risco, por favor, busquem uma área mais segura. Nós precisamos ter esse olhar porque se os níveis dos rios aumentarem, se a chuva cair forte vão ter muitas ocorrências.”

A Defesa Civil possui um canal direto de contato com a população, no qual é possível obter dados e pedir ajuda através de SMS para o número 40199. Todas as informações inerentes à chuva poderão ser encontradas neste canal.

Foto: Isac Nóbrega/PR

Tags:

Leia também


Notice: Undefined index: bg_img_color in /home/rdsoncom/public_html/wp-content/plugins/convertplug/modules/info_bar/functions/functions.php on line 143