Digite sua busca

 

 

Bahia Cidades Notícias em destaque Salvador SAÚDE

SUS realiza mutirão de cirurgias de cataratas; especialista alerta sobre sintomas e diagnóstico

A catarata é uma das principais causas de cegueira curável do mundo. A doença é caracterizada pela perda de transparência do cristalino, a lente natural do olho, cuja função é propiciar o foco da visão em diferentes distâncias.

As pessoas acometidas pela doença costumam apresentar problemas de visão nublada, o que as impossibilitam de realizar atividades cotidianas como ler, escrever e dirigir.

A enfermidade que atinge a área dos olhos é muito comum entre pessoas da terceira idade e pode acontecer com mais frequência do que se imagina.

Para esclarecer as dúvidas sobre o diagnóstico, sintomas e falar sobre o mutirão de cirurgias de catarata realizado pelo SUS, a Rádio Sociedade entrevistou nesta manhã (8), o médico oftalmologista e diretor da Alclin, André Lavigne.

“Todos nós temos uma lente natural no olho cristalino que é responsável pela acomodação e que nos dá uma melhor visão. Esta lente com a idade vai opacificando, não só com a idade […] pode ser com corticoide, traumatismo, radiação, cirurgia, diabetes, mas a principal causa é a idade”, definiu o especialista.

Embora a incidência seja maior entre pessoas idosas, o oftalmologista explicou que é possível já nascer com a doença.

Para muitos pacientes com diagnóstico de catarata, o procedimento cirúrgico ainda causa um certo temor. Entretanto, os avanços da medicina tornaram a cirurgia extremamente segura e as incidências de complicações reduziram de forma significativa, detalhou André.

De acordo com o oftalmologista , o tempo cirúrgico leva em consideração o histórico do paciente, mas costuma ser muito rápido – “Tem cirurgia que demora cinco minutos, mas depende do paciente e da cirurgia. Tem paciente que precisa de uma sedação maior ou que não pode ser sedado. Pode demorar 30 minutos, 40 minutos, mas em geral é 5 a 10 minutos”.

Durante a entrevista, Lavigne informou que os pacientes diagnosticados com a doença precisam realizar acompanhamento periódico e alertou sobre os riscos do adiamento da cirurgia.

Na ocasião, André falou sobre o Mutirão de Cirurgias de Cataratas realizado pelo SUS em parceria com a Clínica Alclin e destacou que o objetivo da ação é operar o maior número de pessoas, devolvendo a estes pacientes mais autonomia no desempenhar das atividades habituais e profissionais.

Foto: Divulgação


Notice: Undefined index: bg_img_color in /home/rdsoncom/public_html/wp-content/plugins/convertplug/modules/info_bar/functions/functions.php on line 143