Digite sua busca

 

 

Brasil Cidades Diversos Notícias Notícias em destaque Política

“Tem que deixar de ser um país de maricas”, diz Bolsonaro sobre enfrentamento da Covid-19

O presidente da república, Jair Bolsonaro, voltou a minimizar o atual cenário da pandemia e atacar a imprensa na última terça-feira (10). Durante um discurso no Palácio do Planalto, quando acontecia a cerimônia de lançamento de um programa de turismo, Bolsonaro disse de forma incisiva, que, tudo tem sido atribuído ao coronavírus.

“Não adianta fugir disso, fugir da realidade. Tem que deixar de ser um país de maricas. Olha que prato cheio para a imprensa. Prato cheio para a urubuzada que está ali atrás. Temos que enfrentar de peito aberto, lutar. Que geração é essa nossa?”, acrescentou.

Ainda durante a solenidade, o presidente disse lamentar os mortos vitimados pela Covid-19 e reforçou a declaração de que a morte é o destino de todos.

“Acaba o auxílio emergencial em dezembro. Como ficam esses quase 40 milhões de invisíveis? Perderam tudo agora. O catador de latinha não tinha latinha para catar na rua, não tinha como vender biscoito Globo na praia, não tinha como vender um mate no estádio de futebol. Tudo agora é pandemia. Tem que acabar com esse negócio, pô. Lamento os mortos, lamento, mas todos nós vamos morrer um dia. Aqui, todo mundo vai morrer”, declarou.

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom

    
 WhatsApp
 Baixe o aplicativo Sociedade Play
X