Digite sua busca

 

 

Bahia Bahia Debate Sociedade Destaque Economia Notícias Notícias em destaque Programas Salvador

“Teremos uma nova Bahia após a Fiol”, afirma Zé Cocá

Projeto com 1.527 km de extensão, que vai integrar o Porto Sul, localizado na cidade baiana de Ilhéus à Ferrovia Norte-Sul, em Figueirópolis, no Tocantins, a Ferrovia de Integração Oeste-Leste (FIOL) promete mudar o cenário da economia baiana. 

De acordo com o prefeito de Jequié e presidente da União dos Municípios da Bahia (UPB), Zé Cocá, em entrevista ao programa Sociedade Urgente, na manhã desta quarta-feira (4), a Rádio Sociedade, “uma nova Bahia será formada após a conclusão das obras”.

“Nós teremos uma Bahia antes da Fiol e outra depois. A Fiol trará um grande vetor de desenvolvimento para o estado. É uma área importantíssima,  assim como a BR-30, que alcançará municípios importantes da região, como Caetano, Mirante, e Maraú”, afirma.   

Avaliando o andamento das obras, para o gestor, o processo não vem sendo bem programado pelo governo federal, que liberou R$ 31 bilhão nesta semana para a área ferroviária do Brasil e não direcionou valores para a Bahia.

Conforme Cocá, a formação de um consórcio forte entre os gestores locais está sendo discutida com o objetivo de cobrar com maior veemência ações do governo federal e estadual.

Dívida dos municípios

Segundo o presidente da UPB, 70% das cidades baianas passam seríssimas dificuldades financeiras, sendo o crescimento das dívidas municipais um dos grande impedimentos no avanço do desenvolvimento no estado.

“As receitas se achataram e as despesas aumentaram. Além disso, temos uma leva muito grande de precatório. Tem municípios com o debito altíssimo, o que impossibilita a realização de investimentos de R$ 20 e 30 milhões”, avalia.

 Foto: Ministério da Infraestrutura

Tags:

Leia também


Notice: Undefined index: bg_img_color in /home/rdsoncom/public_html/wp-content/plugins/convertplug/modules/info_bar/functions/functions.php on line 143