Digite sua busca

 

 

Bahia Notícias em destaque Salvador Serviço

Trabalhadores da Prefeitura de Salvador realizam protesto no centro da cidade nesta terça (31)

Servidores municipais da capital baiana realizam assembleia geral na manhã desta terça-feira (31), a partir das 08h, em frente do Palácio Thomé de Souza no centro da cidade.

A categoria reivindica contra a proposta apresentada pela Prefeitura diante do pedido de reposição inflacionária na ordem de 56,07% para os vencimentos. Além disso, os trabalhadores pedem ainda, incremento no auxílio alimentação – congelado há dez anos – e mudança na modelagem de concessão do auxílio transporte. 

A ação promovida pelo Sindicato dos Servidores da Prefeitura de Salvador (Sindseps) faz parte da Campanha Salarial 2022 e reunirá as diversas categorias do serviço público municipal em uma paralisação de 24 horas.

Agentes de transporte e trânsito; profissionais de saúde; trabalhadores da manutenção e obras; salva-vidas; psicólogos; assistentes sociais, agentes de fiscalização de ordem pública; agentes de fiscalização urbana e servidores aposentados participarão da Assembleia.

Segundo o coordenador geral do Sindseps, Helivaldo Alcântara, os servidores municipais não aceitaram a proposta de 4% oferecida pela Prefeitura e pretendem manter a mobilização até que a negociação com a Secretaria de Gestão (Semge) seja retomada com percentuais que diminuam os prejuízos da inflação sobre os salários. “A Mesa de Negociação precisa produzir eficácia e não apenas ser uma reunião sem resultados práticos. Todo ano temos a data-base no mês de maio, enviamos nossa pauta salarial em antecipado e chegando ao final de mais um mês, a Prefeitura alega que não conhece os impactos financeiros das propostas. Seria bom que para aumentar impostos e taxas para o contribuinte tivesse a mesma falta de capacidade. Infelizmente, a cada adiamento da negociação por parte do prefeito, a cidade padece sem os serviços públicos de qualidade que prestamos. Só não aceitaremos que adjetivem nossa mobilização, pois a gestão municipal não tem mais argumentos à imprensa para negar que está em claro propósito de procrastinar a decisão da Campanha Salarial de 2022”, afirmou Alcântara.

Foto: Divulgação / Sindseps

Tags:

Leia também