Digite sua busca

 

 

Bahia Cidades Notícias Notícias em destaque Salvador

Trem do Subúrbio deixa de operar no dia 15 de fevereiro

O secretário de desenvolvimento urbano, Nelson Pelegrino, anunciou na manhã desta terça-feira (26) que o sistema de trem do Subúrbio deixará de operar no dia 15 de fevereiro. Na ocasião, Pelegrino informou que a interrupção do serviço marca o início da construção da obra do VLT.

O tradicional meio de transporte atualmente opera com 10 estações que interliga os bairros Calçada a Paripe.

De acordo com o Governo do Estado, as obras de implantação do VLT estão previstas para serem concluídas no prazo de 24 meses. De acordo com o secretário de Desenvolvimento Urbano do Estado, Nelson Pelegrino, foi feito um estudo para diminuir o impacto da mudança na rotina dos moradores da região.

“Foi feita uma avaliação e pesquisa de origem e destino dos usuários de transporte público naquela região, e sabemos como eles se deslocam. Os passageiros serão orientados sobre as linhas de ônibus que estão servindo aquela região do subúrbio e que podem ser utilizadas em substituição ao trem”, acrescentou Pelegrino.

Ainda segundo o secretário, cerca de 600 mil pessoas serão beneficiadas com o novo modal que contará com sistema de ar-condicionado e Wi-Fi gratuito para os usuários e será integrado ao metrô e ônibus.

“Hoje o trem tem uma tarifa simbólica de R$ 0,50, que não corresponde ao deslocamento da cidade. Esses usuários poderão pagar R$ 4,20 numa tarifa integrada. Deixando claro que essa tarifa atual do trem só permite o deslocamento entre Paripe e a Calçada e, caso o passageiro necessite ir até o Comércio ou outras regiões centrais da cidade, o usuário paga mais R$ 4,20, ou seja, R$ 4,70″, concluiu.

Foto: Divulgação|Secretaria de Comunicação Social da Bahia