Digite sua busca

 

 

Bahia Notícias em destaque

Ufba propõe semestre suplementar com aulas remotas online

A Universidade Federal da Bahia (Ufba) poderá oferecer um semestre acadêmico suplementar, com aulas remotas online, de componentes curriculares ou complementares de ensino, pesquisa e extensão. A proposta foi elaborada pela Administração Central e apresentada ao Conselho Universitário da Ufba, que decidirá pela aprovação ou não do plano.

De acordo com projeto, retomar as aulas presenciais neste momento seria inviável, pois, para a “plena realização da pesquisa, do ensino e da extensão, cerne da vida universitária, pressupõe a reunião e a circulação de grande quantidade de pessoas em espaços restritos, ritmo regular e fluxo intenso” – o que é não é recomendado por causa da pandemia do novo coronavírus.

A ideia prevê que o semestre suplementar tenha atividades adaptadas ou especialmente concebidas para o formato online, o que incluiria aulas ministradas conjuntamente por vários docentes. Nesse caso, estudantes poderiam aderir ou se desligar caso queiram, afazer a integralização de carga horária curricular posteriormente.

“A expectativa é de que essa ação mobilize todo o corpo docente e técnico-administrativo da UFBA, respeitadas as diferentes condições de trabalho em regime home office, acesso à internet e familiaridade com tecnologias e recursos de gestão pública e educação a distância. Com isso, procura-se garantir tanto a qualidade do processo de ensino e aprendizagem, própria de uma universidade federal, quanto condições adequadas para o trabalho docente e técnico, sem sobrecarga e desgaste laboral indevidos, no cenário adverso da pandemia”, afirma a minuta.

Segundo o reitor João Carlos Salles, o projeto já foi submetido ao Conselho Universitário e um retorno deve ser obtido até a próxima semana. Na proposta, também estão previstas ações para ampliar a capacitação em tecnologias digitais de professores, técnicos e terceirizados. Em relação aos alunos, a proposta ressalta que nem todos possuem condições adequadas de estudo, equipamentos e acesso à internet nos locais onde moram.

Ainda de acordo com Salles, a universidade deve trabalhar para disponibilizar algum tipo de acesso a quem não tem condições adequadas. Ele afirma que há a possibilidade de estudantes acessarem os laboratórios da Ufba, caso as condições sanitárias permitam. A proposta diz ainda que, caso os estudantes não consigam reunir condições mínimas de acompanhamento dos cursos, poderão retomar o semestre presencial, que continua suspenso, sem qualquer penalidade.

    
 WhatsApp
 Baixe o aplicativo Sociedade Play
X