Digite sua busca

 

 

Notícias em destaque SAÚDE Trânsito

Uso do álcool gel nas mãos não compromete teste no bafômetro, diz Transalvador

Após vídeos circularem nas redes sociais especulando que o álcool gel durante a higienização das mãos poderia influenciar no teste de bafômetro, os agentes que atuam na blitz da Lei Seca da Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador) fizeram testes para comprovar que que o uso da substância nas mãos não compromete o resultado obtido pelo etilômetro (bafômetro), que detecta apenas o ar dos pulmões.

 “Nossas blitz da Lei Seca acontecem em locais abertos. O condutor é convidado a passar pelo teste fora do veículo. Caso se sinta prejudicado pelo resultado, nós garantimos que ele poderá refazer o teste minutos após”, explica Fabrizzio Müller, superintendente da Transalvador

Segundo a Transalvador, o resultado falso positivo pode ocorrer também em quem fez o bocejo com enxaguantes bucais à base de álcool. Esse resultado, geralmente, ocorre em quem fez o bocejo pouco antes de passar pelo teste no etilômetro. Em situações como essas, o condutor pode refazer o teste minutos após a primeira abordagem.

“Essas substâncias também não interferem no resultado porque se dissipam rapidamente, não permanecendo por um logo período de tempo no sangue”, assegura Müller.

Foto: Reprodução

    
 WhatsApp
 Baixe o aplicativo Sociedade Play
X