Digite sua busca

 

 

Mundo Mundo Notícias Notícias em destaque Pandemia SAÚDE

Vacina da Pfizer é capaz de reduzir em 51% risco de pegar Covid 13 dias após a 1ª dose

Uma pesquisa realizada em Israel concluiu que, após um intervalo de 13 a 24 dias, apenas a primeira dose da vacina da Pfizer é capaz de reduzir em 51% as chances de uma infecção por Covid-19 e em 54% as chances de casos sintomáticos da doença. O estudo foi publicado na segunda-feira (7) no Jama (Journal of the American Medical Association).

De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), o nível mínimo aceitável de eficácia para uso emergencial de uma vacina contra o novo coronavírus é de 50%. A Pfizer, portanto, é considerada suficiente para proteger a população a partir da primeira aplicação. Estudos ainda comprovam que o imunizante tem eficácia de 91% após as duas doses.

Para realizar o estudo, pesquisadores acompanharam 50.875 pessoas em Israel com idade igual ou maior a 16 anos que receberam a primeira dose da vacina entre 19 de dezembro de 2020 e 15 de janeiro deste ano.

Foram identificados, durante o estudo, 3.098 casos de infecção por Covid-19, sendo que 2.484 ocorreram durante os 12 primeiros dias depois da vacinação e 614 infecções entre o 13º e o 24º dia após a aplicação da primeira dose.

Os dados foram coletados das bases de dados do Serviços de Saúde de Maccabi (MHS), que tem o cadastro de cerca de um quarto da população de Israel (2,6 milhões de membros). O conjunto de dados incluiu dados demográficos extensos, medidas antropométricas, diagnósticos clínicos e hospitalares, medicamentos utilizados e dados laboratoriais abrangentes de um único laboratório central.

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Tags:

Leia também