Digite sua busca

 

 

Notícias Notícias em destaque

Veja quem são os prováveis candidatos ao governo da Bahia em 2022

As articulações de pré-candidaturas ao governo da Bahia nas eleições de 2022 já estão a todo vapor. Tomando como base o posicionamento de partidos e agentes políticos, é possível mapear os cenários e levantar os primeiros postulantes: Jaques Wagner, ACM Neto e Raissa Soares.

Jaques Wagner

Foto: Mila Cordeiro | PT no Senado

O Senador Jaques Wagner é o nome indicado pelo Partido dos Trabalhadores (PT), para concorrer ao cargo de Governador da Bahia em 2022. A informação foi divulgada pelo presidente estadual da sigla, Eden Valadares, em uma postagem na última terça-feira (9).

Apesar da aprovação do nome de Wagner pela executiva do PT, a liderança do partido precisa consultar a base aliada para confirmar uma coalisão para a formação da chapa. A sigla está em diálogo com o Senador Otto Alencar e o vice-governador João Leão, líderes estaduais do PSD e PP respectivamente, para assegurar o apoio ao projeto de retorno de Jaques Wagner ao comando do Governo do Estado.

Jaques Wagner é considerado o nome mais forte do PT na Bahia, e por isso sua indicação à corrida eleitoral de 2022, já era dada como certa, mesmo estando com mandato de Senador da República até 2027. Ele já comandou o Palácio de Ondina em dois mandatos, entre 2007 e 2014, e foi ministro de Estado nos governos Lula e Dilma.

ACM Neto

Foto: Max Haack / Secom | PMS

O ex-prefeito de Salvador, por dois mandatos, entre 2013 e 2020, e presidente Nacional do Democratas, ACM Neto, evita falar abertamente sobre a disputa ao Governo da Bahia em 2022. Porém sua articulação política e constantes viagens ao interior da Bahia revelam sua movimentação para o pleito iminente.

No início deste ano, Neto afirmou – durante o discurso na cerimônia de posse do prefeito de Salvador, Bruno Reis – que se dedicaria à organização do DEM, e que viajaria pelo interior do estado da Bahia.

“A partir de agora meu foco é colaborar com a organização do partido [Democratas] em todo o Brasil, o projeto para 2022, e, é claro, a minha dedicação à Bahia, todo meu envolvimento com questões do estado, interior, e vamos aguardar 2022 chegar, sem atropelar nada”, disse.

O atual cenário é muito positivo para o líder democrata. Nas eleições municipais de 2020 o DEM venceu em 10 cidades com maior número de eleitores na Bahia, se tornando o partido com mais prefeituras entre os trinta maiores colégios eleitorais do estado, e contou, ainda, com a vitória de 16 prefeitos da base de ACM Neto.

Raissa Soares

Foto: Marcos Corrêa/PR

A médica Raissa Soares ficou conhecida nacionalmente no ano passado, ao defender o tratamento precoce de pacientes com Covid-19 em Porto Seguro, ministrando hidroxicloroquina em conjunto com azitromicina, ivermectina, zinco e vitaminas. A projeção nacional lhe rendeu aproximação com o presidente Jair Bolsonaro, e com o prefeito eleito de Porto Seguro, Jânio Natal, que nomeou Raissa como secretária de saúde da sua gestão. 

A aproximação da médica com Bolsonaro atraiu a simpatia do movimento conservador no estado da Bahia, que já projeta Raissa como sua representante à majoritária estadual. Em entrevista à Rádio Sociedade, no início deste mês, ao ser perguntada sobre uma possível candidatura em 2022, ela respondeu: “Se meu nome é cotado… se a Nação precisar de Raissa Soares, Raissa Soares está aqui [sic]”.

Os rumores dos bastidores político é de que Raissa Soares aguarda a filiação do presidente da República a um partido político, para que ela possa também se inscrever na mesma legenda e pleitear o apoio de Jair Bolsonaro, se tornando um nome alternativo na eleição que deve polarizar entre Jaques Wagner (PT) e ACM Neto (DEM).

Havia muita especulação de que Neto seria apoiado por Bolsonaro na eleição de 2022, mas com a oposição declarada do democrata ao Governo Federal, tudo indica que o presidente da república deverá lançar um nome para enfrentar o PT na Bahia. Neste cenário Raissa pode ganhar a preferência, por agregar apoio de bolsonaristas e adotar um discurso da interiorização das políticas públicas, atraindo a simpatia de prefeitos e políticos de cidades baianas.

Tags:

Leia também